sábado, 5 de novembro de 2011

Orsolya Balog


Tudo passa.
Chuva passa.
Tempestade passa.
Até furacão passa.
Difícil é saber o que sobra.



Millôr Fernandes. 

2 comentários:

Ká. ✿~ disse...

está dificil mesmo saber o que sobra... mas que fique só as lembranças do que sobrou e que brote muita esperança do novo que há de vir ;D

beijinhos ;*
boa semana!

juditesalomebailarina disse...

é mesmo verdade!